Excursão do COA ao Parque das Dunas

Notícias Comentários desativados em Excursão do COA ao Parque das Dunas

g98copiade101_0829

No último domingo, 05 de junho, dia Mundial do Meio Ambiente, o Clube de Observadores de Aves – Núcleo Bahia (COA-BA) realizou excursão de campo para observação da passarinhada no Parque das Dunas, cuja sede situa-se no bairro de Praia do Flamengo em Salvador.

O COA é um núcleo de pessoas, cujo objetivo é reunir integrantes de várias profissões e idades, que têm como interesse comum as aves e gostam de enfrentar os desafios de procurá-las, identificá-las e observá-las na natureza, procurando sempre conhecer espécies. As excursões a campo geralmente ocorrem nos fins de semana, feriados ou quando os membros dispõem de tempo livre. O Clube foi criado em 1985, sendo um núcleo muito ativo até hoje.

Por volta das 07:40h, já na entrada do Parque das Dunas, os onze integrantes do COA que estavam presentes foram calorosamente recepcionados com a alegria e entusiasmo do anfitrião Jorge Santana, o guardião do Parque e guia ecológico, que iniciou o passeio tratando de mostrar as instalações existentes, compostas por diversas salas de aula e auditórios. Estrutura que em breve deverá estar funcionando para receber alunos e professores da rede de ensino, assim como pesquisadores e pessoas interessadas em desfrutar de um pedaço daquele paraíso.

As colegas que estavam interessadas na rica diversidade da flora do Parque, logo começaram a se encantar com as espécies que iam encontrando no caminho. Muitas bromélias e orquídeas foram contempladas, assim como as aves que são características desse ecossistema de dunas e restinga. Durante a caminhada por umas das várias trilhas existentes no Parque, fazíamos algumas paradas para ouvir as explicações do nosso anfitrião, sempre intercaladas com conversas divertidas e bem humoradas, para a descontração de todo o grupo.

Ao longo desses 25 anos de existência, o COA já percorreu diversos ecossistemas no Estado da Bahia, de norte a sul, entretanto a magia ímpar existente no Parque cativou os membros do grupo, a exemplo da nossa colega Talita que disse o seguinte em mensagem postada via e-mail:

“Amei nossa excursão, o lugar é lindo e muito bem conservado!!! Já saí comentando com amigos meus e todos se empolgaram para conhecer, creio que em breve estarei por lá de novo (que chato!! rsrs…)”.

Tânia, outra colega de caminhadas, também fez o seu relato via e-mail, tanto aos colegas que lá estiveram quanto aos demais que perderam essa oportunidade:
“Santuário maravilhoso e que graças ao empenho de Jorge, está inteiramente preservado. Aos que não foram, vou fazer um pequeno resumo do que vimos: Gavião carijó (Rupornis magnirostris), carcará (Caracara plancus), coruja buraqueira (Atene cunicularia), urubu-de-cabeça-preta (Coragyps atratus) e seu ninho (foto dos ovos), gavião-caçador (Buteo albonotatus) que imita o urubu cabeça-vermelha, sanhaço-cinza (Thraupis sayaca), periquito-estrela (Aratinga aurea), etc. Vimos também uma flora de dunas e restinga, belíssima, com algumas espécies de orquídeas floridas, bromélias, sempre vivas e velozias. Teve também perereca, lagartos endêmicos, inclusive o lagartinho-do-abaeté (Cnemidophorus abaetensis), mosquitos, lagartas e cobra (cascavel, sucuri). O Parque é muito grande e tem outras trilhas para serem feitas. Parabéns por ter nos levado a esse paraíso, só temos a agradecer.

Finalmente, a todos que ainda não conhecem o Parque das Dunas, vale a pena conferir! É uma oportunidade de conhecer uma das belezas naturais de nosso Estado, com o privilégio de estar aqui bem pertinho de nós.

Por Edson Ruy da Silva Félix