Parceria do Instituo SIGMAM de Desenvolvimento Sustentável e a Universidade Livre das Dunas (UNIDUNAS) e FIEB

Fotos, Notícias Comentários desativados em Parceria do Instituo SIGMAM de Desenvolvimento Sustentável e a Universidade Livre das Dunas (UNIDUNAS) e FIEB

 

Apresentação da Parceria do Instituo SIGMAM de Desenvolvimento Sustentável e a Universidade Livre das Dunas (UNIDUNAS) para Conselho de Responsabilidade Social Empresarial (CORES) da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB)
O CORES da FIEB é formado por empresários e executivos de diversos segmentos e tem como objetivo principal difundir conceitos e boas práticas de responsabilidade social no meio empresarial a fim de sensibilizar as empresas para que estas passem a gerir seus negócios de forma ética, transparente e socialmente responsável.  O referido conselho tem como iniciativa formar uma rede articulada de organizações comprometidas com o tema e por meio de reuniões mensais dos seus membros, da realização de eventos, da análise e emissão de pareceres, com o apoio do corpo técnico do Sistema FIEB, reflete e propõe ações estratégicas que estão fundamentadas em seu plano de ação (FIEB, 2018).
Na reunião do mês de fevereiro de 2018, a retomada dos trabalhos do ano teve como pauta além dos alinhamentos internos, as apresentações técnicas da Metodologia SIGMAM (Prof. Deraldo Moraes) e da função socioambiental do Parque das Dunas (Prof. Jorge Santana), bem como um resumo das ações práticas e estruturação do Parque, tão importante para o equilíbrio ambiental de da cidade de Salvador.
O objetivo dessa interação foi socializar o trabalho socioambiental das referidas instituições visando a aprovação do CORES sobre a qualidade técnica do trabalho desempenhado pelo Instituto SIGMAM e pela UNIDUNAS, para na sequência obter a autorização para buscar entre os membros da Federação possíveis parcerias com a Indústria, no intuito de desenvolver-se patrocínios para a implementação da Metodologia SIGMAM no Parque das Dunas, em especial nas Trilhas Interpretativas.
Na ocasião ressaltou-se que a Metodologia SIGMAM pressupõem a aproximação das comunidades de entorno, visitantes e pesquisadores para participar ainda mais ativamente da vida do Parque das Dunas, visto que os processos de criação e implementação dos Sistema de Signos Ambientais é realizado baseando-se em estratégias de co-partcipação para co-responsabilidade, despertando sentimentos de identidade e pertencimento nos envolvidos, auxiliando-se a conservação da biodiversidade local.
Tal metodologia facilitará ainda a interpretação do público, em especial de crianças, de pessoas não alfabetizadas e de estrangeiros que frequentam e participam das trilhas o Parque das Dunas. Visto que a Significação proposta pelo SIGMAM gera acessibilidade à diversos públicos, facilita a compreensão da Legislação Ambiental Brasileira, bem como auxilia na tradução dos conhecimentos tradicionais dos nativos alinhando-se ao conhecimento científico produzidos por pesquisadores, tornando-se uma assertiva ferramenta de Educação Ambiental.
Após conclusão das apresentações, foi dado o aval para prosseguimento do pleito, solicitando-se o envio virtual da proposta de parceria, sem compromisso, para que os interessados em patrocinar a Significação Ambiental do Parque das Dunas possam interagir e propor adesões.
Os especialistas presentes identificaram além da possibilidade Marketing Socioambiental para as marcas potencialmente parceiras, a oportunidade de alinhamento com as exigências impostas pela legislação ambiental brasileira, seja como ferramenta de condicionante ambiental ou no ajustamento de conduta na ocorrência de sanções, bem como a oportunidade de alinhamento com a responsabilidade socioambiental da Industria, tão preconizado pelo referido Conselho e que poderá materializada com parceiros idôneos e com reconhecimento da mesa, o que gerou um sentimento de sinergia entre os presentes.
Finalmente, a iniciativa foi bem aceita, e houve uma sugestão para realizar-se uma reunião do CORES nas instalações do Parque das Dunas, fato que poderá auxiliar o entendimento e a visualização in loco da referida parceria.
Segue lista dos membros do Conselho de Responsabilidade Social da FIEB: Marconi Andraos Oliveira – Coordenador; Adelaide Rogério Rezende; Amine Regina Sampaio Darzé; André Luiz Margalháo Gondin; Ayeska Azevedo Da Fonseca; Daniela Franco Verhine; Érico Oliveira Dos Santos; Fábio Góis Barbosa; Hari Hartmann; José Ailton De Lira; Sabrina De Branco; Sandra Lima Costa; Tânia Fischer; Vicente Mário Visco Mattos. Informações sobre o Conselho de Responsabilidade Social da FIEB estão disponíveis no site: http://www.fieb.org.br/conselhos/Pagina/430/Composicao–CORES.aspx
IMG-20180224-WA0002 IMG-20180224-WA0005 IMG-20180224-WA0003 IMG-20180224-WA0001 IMG-20180224-WA0000
Na reunião do mês de fevereiro de 2018, a retomada dos trabalhos do ano teve como pauta além dos alinhamentos internos, as apresentações técnicas da Metodologia SIGMAM (Prof. Deraldo Moraes) e da função socioambiental do Parque das Dunas (Prof. Jorge Santana), bem como um resumo das ações práticas e estruturação do Parque, tão importante para o equilíbrio ambiental de da cidade de Salvador.
O objetivo dessa interação foi socializar o trabalho socioambiental das referidas instituições visando a aprovação do CORES sobre a qualidade técnica do trabalho desempenhado pelo Instituto SIGMAM e pela UNIDUNAS, para na sequência obter a autorização para buscar entre os membros da Federação possíveis parcerias com a Indústria, no intuito de desenvolver-se patrocínios para a implementação da Metodologia SIGMAM no Parque das Dunas, em especial nas Trilhas Interpretativas.
Na ocasião ressaltou-se que a Metodologia SIGMAM pressupõem a aproximação das comunidades de entorno, visitantes e pesquisadores para participar ainda mais ativamente da vida do Parque das Dunas, visto que os processos de criação e implementação dos Sistema de Signos Ambientais é realizado baseando-se em estratégias de co-partcipação para co-responsabilidade, despertando sentimentos de identidade e pertencimento nos envolvidos, auxiliando-se a conservação da biodiversidade local.
Tal metodologia facilitará ainda a interpretação do público, em especial de crianças, de pessoas não alfabetizadas e de estrangeiros que frequentam e participam das trilhas o Parque das Dunas. Visto que a Significação proposta pelo SIGMAM gera acessibilidade à diversos públicos, facilita a compreensão da Legislação Ambiental Brasileira, bem como auxilia na tradução dos conhecimentos tradicionais dos nativos alinhando-se ao conhecimento científico produzidos por pesquisadores, tornando-se uma assertiva ferramenta de Educação Ambiental.
Após conclusão das apresentações, foi dado o aval para prosseguimento do pleito, solicitando-se o envio virtual da proposta de parceria, sem compromisso, para que os interessados em patrocinar a Significação Ambiental do Parque das Dunas possam interagir e propor adesões.
Os especialistas presentes identificaram além da possibilidade Marketing Socioambiental para as marcas potencialmente parceiras, a oportunidade de alinhamento com as exigências impostas pela legislação ambiental brasileira, seja como ferramenta de condicionante ambiental ou no ajustamento de conduta na ocorrência de sanções, bem como a oportunidade de alinhamento com a responsabilidade socioambiental da Industria, tão preconizado pelo referido Conselho e que poderá materializada com parceiros idôneos e com reconhecimento da mesa, o que gerou um sentimento de sinergia entre os presentes.
Finalmente, a iniciativa foi bem aceita, e houve uma sugestão para realizar-se uma reunião do CORES nas instalações do Parque das Dunas, fato que poderá auxiliar o entendimento e a visualização in loco da referida parceria.
Segue lista dos membros do Conselho de Responsabilidade Social da FIEB: Marconi Andraos Oliveira – Coordenador; Adelaide Rogério Rezende; Amine Regina Sampaio Darzé; André Luiz Margalháo Gondin; Ayeska Azevedo Da Fonseca; Daniela Franco Verhine; Érico Oliveira Dos Santos; Fábio Góis Barbosa; Hari Hartmann; José Ailton De Lira; Sabrina De Branco; Sandra Lima Costa; Tânia Fischer; Vicente Mário Visco Mattos. Informações sobre o Conselho de Responsabilidade Social da FIEB estão disponíveis no site: http://www.fieb.org.br/conselhos/Pagina/430/Composicao–CORES.aspx