Pesquisa Cientifica desenvolvida no Parque das Dunas: Canela-de-ema.

Notícias Comentários desativados em Pesquisa Cientifica desenvolvida no Parque das Dunas: Canela-de-ema.

canela-de-ema
A planta Vellozia squamata Pohl, pertencente à família Velloziaceae e popularmente conhecida como Canela-de-ema tem sido objeto de pesquisa de uma equipe da Unijorge com o apoio do Parque das Dunas.
A pesquisa do grupo consiste em um estudo biológico e químico da planta a fim de verificar a utilização desse espécime para a produção de biocombustível.
Sendo uma espécie endêmica da flora brasileira, comum no cerrado e nas dunas, a Canela-de-ema traz em suas folhas uma resina, que funciona como um “comburente natural”, entretanto, essa “auto-combustão” é altamente benéfica, pois o fogo provocado, rompe a dormência de alguns frutos, fazendo-os liberar as sementes, levadas pela dispersão eólica. Nas Dunas, por ser um sistema litorâneo, e a umidade relativa do ar ser sempre superior a 70%, as Canelas-de-Ema não se auto-combustam, mas queimam as pontas das folhas, dando a impressão de que foram queimadas.
A Universidade Livre das Dunas (UNIDUNAS), considerada um laboratório a céu aberto e com o objetivo de promover a educação ambiental, valoriza e incentiva as pesquisas acadêmicas e cientificas. Só conservamos o que conhecemos, então venha conhecer para conservar!!