Tribuna da Bahia: ”Ambientalista preocupado” (28/01/2011)

Notícias Comentários desativados em Tribuna da Bahia: ”Ambientalista preocupado” (28/01/2011)

g73dsc01755

Melhorar o Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães é um dos principais desafios que Salvador enfrenta como sede da Copa do Mundo Fifa 2014. E se depender da Universidade Livre das Dunas (Unidunas), entidade ambientalista que zela pela região, a ampliação da pista principal do aeroporto pode acontecer, desde que não cause danos nenhum dado a área, um dos poucos ecossistemas preservados da capital baiana.

“Não podemos aceitar nenhuma agressão ao meio ambiente no Parque das Dunas. Por isso estamos acompanhando de perto junto à Infraero e os demais órgãos competentes todo o processo de definição do novo traçado. Temos consciência de que há plenas condições para acontecerem as melhorias do aeroporto sem prejudicar essa bela área de nossa cidade”, afirmou Jorge Santana, presidente da Unidunas.

Segundo o líder ambientalista, basta seguir os parâmetros definidos pela legislação municipal para que se tenha uma solução que contemple os interesses da cidade e do meio ambiente. “O decreto de desapropriação da área mostra claramente um caminho que garante a preservação do Parque das Dunas e ao mesmo também traga os benefícios que Salvador precisa para ter um aeroporto em condições para a Copa do Mundo”, afirmou Santana.

Criado em dezembro de 2008, através do Decreto Municipal 19.093/08, assinado pelo prefeito João Henrique, o Parque das Dunas do Abaeté possui uma área total de 4.950.000 m², declarada como sendo de utilidade pública e de interesse social, destinada à proteção integral dos ecossistemas existentes.

O Parque das Dunas foi concebido pela Unidunas, e planejado para se constituir no maior centro integrado de Educação Ambiental, Meio Ambiente e Lazer do Estado e a sua implantação pode ser um elemento diferencial na luta para preservação e conservação do meio ambiente na Bahia.