UFBA realiza Pesquisa Cientifica sobre o Guajiru no Parque das Dunas.

Fotos, Notícias Comentários desativados em UFBA realiza Pesquisa Cientifica sobre o Guajiru no Parque das Dunas.

A Universidade Federal da Bahia através do Programa de Pós-Graduação em Ciência de Alimentos, Laboratório de Toxicologia, Faculdade de Farmácia, realizam pesquisa cientifica no Parque das Dunas.

O guajiru é um fruto que se desenvolve em abundancia na restinga e na Cidade de Salvador só tem no Parque das Dunas. Ele ocorre em maior quantidade nos meses de novembro até o final de maio, depois retorna no começo de agosto até meados de setembro, volta a frutificar em dezembro e vai até o mês de maio. Dentre suas funções medicinais ela serve também para o alivio das dores estomacais.

A equipe de pesquisadores deu início às atividades desde o dia 18/01/2017 e terá duração em até dois anos com apresentação dos resultados para uma dissertação de mestrado.
Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil é destaque a riqueza de espécies em decorrência da grande biodiversidade, pois possui flora nativa de elevado potencial econômico e condições ambientais propícias para o cultivo de diferentes plantas alimentícias. Nesse aspecto destacam-se os frutos nativos, amplamente comercializados, sejam de forma natural ou processados como, sucos, polpas, doces, compotas, licores e geléias (BRASIL, 2002).

O Guajiru é um fruto da espécie Chrysobalanus icaco, consumido por comunidades pesqueiras, no entanto ainda é pouco vislumbrado. Assim, a pesquisa visa caracterizar nutricionalmente
esses frutos e proporcionar a difusão de informações tanto sobre o valor nutricional da espécie, que pode ser aproveitada na dieta dos moradores locais, bem como, colocar em evidencia aspectos culturais e ecológicos que envolvem a relação da comunidade com a flora local e sua exploração. Dessa maneira, pretende-se estimular a ampliação de consumo dos frutos nativos de guajiru e consequentemente divulgar a flora da restinga, seu potencial alimentício e a importância de se preservar esse ecossistema.

O Parque das Dunas sente-se muito agradecido pelas pesquisas realizadas no ecossistema de restinga, pois um dos objetivos do Parque é servir como um laboratório natural de biologia, favorecendo diversos estudos e colaborando para o desenvolvimento na qualidade das pesquisas realizadas.