Visita técnica do Partido Verde (PV)

Notícias Comentários desativados em Visita técnica do Partido Verde (PV)

g61logo_pv

Partindo do princípio de que é preciso conhecer mais para melhor preservar, o Partido Verde (PV) de Salvador fará uma visita técnica ao Parque das Dunas no próximo domingo, dia 27 de fevereiro, pela manhã. A programação inclui uma trilha interativa e caminhada pela mata e visa proporcionar aos integrantes do partido um melhor entendimento da importância do último ecossistema de dunas, lagoas e restingas ainda preservado do município de Salvador.

“Nossa meta é conhecer in loco todos os parques e unidades de conservação da capital durante o ano de 2011. E vamos iniciar pelo Parque das Dunas, que está em fase de instalação e tem tudo para ser uma das melhores áreas de preservação de Salvador”, pontuou o jornalista e ambientalista Augusto Queiroz, fundador do PV na Bahia e um dos organizadores da visita, junto com André Fraga, coordenador da Juventude do PV.

Para o diretor do Parque das Dunas, Jorge Santana, o apoio de um partido político que tem a luta ambiental como uma de suas bandeiras ideológicas é importantíssimo para fortalecer a defesa e a sustentabilidade da unidade. “Em todo o mundo, os parques ambientais em áreas urbanas trazem inúmeras vantagens e mais qualidade de vida para a comunidade. E queremos que Salvador seja conhecida também como uma capital que se preocupa com a ecologia”.

Segundo Santana, até o próximo mês de março o parque passará a contar com uma moderna sede administrativa, com estacionamento para 100 veículos, duas salas de aula, centro multimídia com computadores ligados a internet, TV e vídeo, onde serão exibidos documentários ambientais, sala da administração e baterias de banheiros masculinos e femininos.

“Teremos capacidade para receber até 80 pessoas por vez, como grupos de estudantes interessados em participar de uma aula viva de educação ambiental, pesquisadores, ambientalistas, turistas ou simplesmente pessoas interessadas em viver momentos de descontração e de plenitude num ambiente natural”, conta Santana.